Humberto “Machito” Martin é suspenso do Brasileiro de Motocross

O venezuelano radicado no Brasil Humberto Martin, sofreu penalização imposto pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo, conforme publicado hoje no site da entidade.

Entenda o caso:

Tudo aconteceu durante a etapa do brasileiro de motocross em Morrinhos (GO) onde o piloto foi desclassificado com bandeira preta. Após o fato o próprio piloto comentou o caso em sua conta pessoal no Instagram:

Boa noite pessoal! Escrevo a presente pra explicar o porque do meu abandono na etapa de Morrinhos -GO do campeonato Brasileiro de Motocross. Dia sábado tivemos uma pequena reunião varios pilotos da Mx1 e Mx2 com o diretor de prova. O motivo foi o levantamento de po pela falha na hora de molhar alguns pontos da pista e o trato da terra (pasar grade, etc) No domingo continuarán os problemas, quando largó nossa primeira bateria tinha mais de 4 pontos na pista que não dava pra enxergar um palmo na frente de tanta poeira, nessas primeiras duas voltas eu estava me paseando porque não enxergava, então decidi parar e alertar o Diretor de prova com o fim dele parar a prova e evitar algum acidente grave. Infelizmente os diretores não assumiram o erro, e levaram pro lado errado, continuaram a corrida e ainda me deram bandeira preta porque o diretor de prova achou desrespeito eu ter alertado. Jamais rolo alguma palavra de desrespeito, a minhas palavras foram “tem muita poeira, não da pra enxergar, alguém vai machucar” Só quero esclarecer, e de algum jeito contribuir a melhorar nosso motocross, minha intenção não é ficar de chato ou “reclamao”. E mais do que isso, eu abri mão da minha corrida, eu estava na 6ª colocação e como todos, queria muito continuar já que estava me sentindo muito bem esse final de semana e acredito que podia ter lutado pelo podium, mais como já diz, eu abri mão disso pela segurança da corrida. Estava tão mal a situação da pista que logo depois da minha corrida eles tiveram que fazer uma manutenção completa pra categoria 85 (junior), manutenção que não estava programada nos horários das provas. Dando a razão pra a reclamação que eu tinha feito. Obrigado a todos pelas mensagens! Muita gente preocupo porque não apareci mais na prova, mais aqui está o motivo! Quero agradecer também ao meu chefe de equipe @dureganhao Que esteve o tempo inteiro do meu lado me apoiando.

Uma publicação compartilhada por Humberto Martin (@machito101) em

No último dia 11 de outubro de 2017, a comissão disciplinar reunida no Rio de Janeiro (RJ) sob a presidência da Auditora Dra. Júlia Gelli Costa e demais membros chegaram a seguinte deliberação conforme  abaixo: